#meuvôo Comportamento

#meuvôo | Transição: Tudo bem estar perdido

Quantas vidas cabem numa só vida? Se a gente reparar bem, vai ver que o caminho da gente é todo feito de ciclos. Tem inícios, fins, outros começos, outros fechamentos. E entre eles, aqueles momentos de indefinição, em que a gente já não é o que foi, mas também não sabe como será. Já viveu isso? São os momentos que a gente chama de transição

Eu estou vivendo um momento de transição agora. Sou graduada em Psicologia pela UFMG, trabalhei durante bons anos como psicóloga clínica. Depois foi me despertando a vontade de me focar em temas mais conectados à ajudar as pessoas a encontrarem com o que queriam trabalhar. Dentro dessa atuação fui passando por várias fases, me foquei em consultoria de Empreendedorismo Criativo, fui desenvolvendo gosto pela Consultoria de Conteúdo com Propósito, criei cursos, experiências, produtos.

Em cada nova frente, fui vivendo fases dentro das fases, elaborando outras formas de expressar minha criatividade. Esse ano, eu senti forte que meu lance é mesmo produzir conteúdo, algo que sempre esteve presente em todas as minhas atuações profissionais. Agora estou me dedicando à escrita, à direção e produção criativa de conteúdo para marcas e pessoas. E me focando em temas que são emergentes das transições e dos desafios contemporâneos – especialmente nas questões que tocam as mulheres na contemporaneidade.

Contando assim, parece que tudo se encaixa, né? Que tá tudo claro e ajeitadinho. Mas a clareza foi vindo com muitos trancos e não saber. 

Além de viver enormes mudanças profissionais, nesse meio tempo, passei por um divórcio e pela morte da minha avó. Depois vivi um monte de bons inícios e descobertas, mudei de cidade e estado algumas vezes. Daí, olha só, outros ciclos vieram, adoeci, tive um episódio barra pesada de depressão. Fiquei sem casa, sem cidade, sem grana. Meu desafio ali não era saber qual o próximo passo, eu não sabia nem como ter energia para dar qualquer passo. Fui aprendendo a me cuidar no meio das transições acontecendo todas-ao-mesmo-tempo-agora.

Nessa trajetória, tenho aprendido (e muitas vezes desaprendo e preciso relembrar) que tudo bem estar perdida. A gente é ensinada a ter medo do desconhecido, mas é ele que traz a novidade pra vida, né não? Tudo bem não saber o caminho, porque ele está se fazendo enquanto a gente caminha.

Fui aprendendo até a desfrutar do estar perdida e caminhar errante. Adoro o que essa palavra traz: errante é quem caminha sem rumo, experimentando o caminho. A gente não tem que acertar. Na real, muitas vezes erro e acerto nem fazem parte do quadro. É experiência, é vida acontecendo. Fui aprendendo (e reaprendo sempre) que me perder faz parte, e me reencontrar também.

A vida é feita mesmo de transições, melhor aproveitar o caminho.

Quem quiser acompanhar minhas transições, esse é o meu blog e esse é o meu insta. E comenta por lá, vou adorar receber o seu alô.,

Blog: http://julianaggarcia.com.br

Insta: https://www.instagram.com/julianaggarcia/

Juliana Garcia
Latest posts by Juliana Garcia (see all)

1 comment on “#meuvôo | Transição: Tudo bem estar perdido

  1. Eliana Brito

    Eu amei ler seu relato. Poxa que desafio acredito no recomeço que sera mil vezes melhor…. sem dúvida estou exatamente nesse momento de transição… e muito animada pra recomeçar. Bjus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *